domingo, 25 de setembro de 2011

Entrevista Carol Celico

Acho que a maternidade é um assunto único. Quer ver a interação rolar e os olhos de uma mãe brilharem é só perguntar sobre como foi a gravidez e o nascimento de seu filho. Claro, em alguns momentos os olhos brilham e ensaiam até uma lágrima pública. A Gravidez não é fácil, meu povo. Ainda que seja maravilhosa.

A prova disso é que estando no Brasil ou fora dele, mães passam por inseguranças e alegrias o tempo todo. Para contar melhor sobre isso,  a mãe Gabi repórter  foi tentar  provar sua teoria entrevistando a lindinha Carol Celico (Olha a tentativa de intimidade rolando). Acho que ela dispensa apresentação,né?! Ela lançou seu cd e DVD agora, é mãe de duas fofurinhas e uma esposa muito dedicada a sua família linda, construída com o jogador de futebol Kaká. 

Confira na íntegra o nosso bate-papo via e-mail.




Maternidade

Secreto Instante: Como foi a chegada da maternidade para você? Foi difícil se adaptar a rotina do Luca? Que mudanças ele trouxe para a rotina da sua vida?

Carol: A maternidade me trouxe alegrias e preocupações. Nao sabia nada sobre rotina de crianças. Então,  tudo que profissionais me diziam ser certo, levava a risca. Isso atrapalhou, por que me deixava muito disciplinada e pouco "curtia" o bebê. Luca mudou muito minha rotina, aprendi que minha vida não seria mais a minha, mas seria a dele.

Secreto Instante:  Qual o motivo que levou você ter seus filhos aqui no Brasil? Foi a proximidade com a família?

Carol: Tanto na medicina, como a proximidade da família me trouxe mais segurança. É claro que também a  a vontade de té-los nascidos no mesmo país de seus pais.

Secreto Instante: Gostaria de saber quais as coisas te assustaram no pós-parto e quais as coisas que você conseguiu passar com tranquilidade? ( Por exemplo, eu tinha medo de dar banho em recem-nascidos... Mas foi tranquila a adaptação do Gael, meu filho, em casa. Ele, de cara, dormiu a noite toda.)

Carol: O que mais me apavorava era o choro do Luca.  Achava que tinha algo errado, não conseguia entender, como hoje entendo, que o choro e a forma de comunicação, como se ele estivesse conversando comigo, explicando o que queria, ou sentia. O que me passei com maior tranqüilidade foi a parte de tomar banho. Luca amava, e eu mais ainda!

Vivendo Fora do País 

Secreto Instante: Como é que você e o Kaká fazem para driblar a saudade da família? A tecnologia é indispensável nessa hora? 

Carol: Acho que hoje nós somos ainda mais próximos como casal, e isso é devido a distância dos pais e irmãos. Tem o lado bom, porque conseguimos criar nossa identidade como casal. Quando temos saudades a família logo chega para nos visitar, e as mensagens de texto e internet sempre nos ajuda a não perder a proximidade.

Secreto Instante:  E quando o Kaká está longe, como fica o Luca? Como vocês explicam para ele que esses momentos fazem parte do trabalho?

Carol: O Luca sabe que o papai tem que trabalhar e por isso, às vezes, fica mais ausente do que gostariamos. Luca já esta entendendo, só as vezes chora.

Secreto Instante: Como é a sua rotina na Espanha? Você é mãe e esposa em tempo integral?!

Carol: Minha rotina e voltada 100% as crianças. Quando eles estão dormindo ou brincando, consigo fazer ginástica (voltei a fazer exercícios quando Isabella fez 3 meses), organizo a casa, e quando o Kaká chega do trabalho, curtimos o tempo como casal.

A Chegada da Isabella

Secreto Instante: Como foi a decisão de ter um segundo filho? Quando você soube que era a hora certa?

Carol: Queria ter um tempo só com o Luca, é difícil dizer que 3 anos foi suficiente, porque se pudesse teria tido mais e mais anos. Mas acho que não faz bem ter uma diferença tão grande de idade entre os irmãos (pela minha própria experiência. Tenho quase 6 anos de diferença com meu irmão). Então começamos a pensar em tentar quando Luca fez 2 anos. Achei que ia demorar pois com a experiência da gravidez do Luca (demorou bem mais do que imaginávamos, devido aos meus ovários policisticos) a Isabella veio bem mais rápido, dentro de 1 mês já estava grávida.

Secreto Instante:  O Luca se adaptou bem a chegada da Isabella? Ele teve ciúmes? Como vocês explicaram para ele que viria uma irmã? Como foi esse processo?

Carol: O Luca a recebeu muito bem! Durante toda a gravidez, conversava muito com ele, sobre a barriga, o bebê que estava ali dentro, a irmãzinha dele, como ela ia ser pequena e ele grandão, que ela não saberia fazer nada e ele teria que me ajudar a ensinar. Todo o diálogo ajudou ele a entender a mudança que aconteceria na vida dele para sempre. Por isso ele nao teve ciúmes, sempre está disposto a me ajudar a cuidar dela. Só ficava chateado quando íamos sair, eu e ele, e ela começava a chorar, querendo mamar! Rs..

Secreto Instante: Toda a gravidez é diferente certo? A gravidez da Isabella foi diferente? Em que sentido? Foi mais fácil, mais tranquila?

Carol: Eu particularmente não gosto de gravidez. Tenho muitos enjôos, fico triste quando as roupas não entram e não me sinto bem com outras roupas. Mas amo o parto (mesmo os meus partos normais que duram 20 horas cada um! rs..). Amo quando o bebê chega! A gravidez do Luca e da Isabella foram parecidas. A Isabella mexia bem mais que o Luca, isso me deixou um pouco apavorada, pois achava que ela poderia ser mais agitada ainda que ele (isso é de apavorar a qualquer um que conhece o Luca! rs...). A segunda gravidez tem menos "graça" pois já conhecemos o passo a passo do pré-natal, oposto da primeira gravidez.

Valores

Secreto Instante: Gostaria que você falasse dos seus valores, da sua família. Quais são as coisas que você considera, os valores que você considera prioritários na educação dos seus filhos.

Carol: Acho que os valores que queremos passar é em primeiro lugar: amar a Deus, ser grato a Ele por tudo que temos, família, saúde, amigos e paz. Amar ao próximo, aos amigos, vizinhos e até aos inimigos. Desejar o bem a todos. O que plantarmos vamos colher. Doar, dar, ajudar: tirar do nosso para dar para outros que precisam. Humildade, em tudo saber de onde viemos e que Deus ama a todos de forma igual. Não existe alguém mais certo e alguém mais errado. Honestidade, nunca mentir. Fidelidade, a Deus acima de todos. Espalhar a fé e o amor em Jesus.



Só para constar: Valeu demais, Carol. Fico super honrada de ter você por aqui. 


As fotos são da net mesmo, gentem. Esqueci de pedir para a Carol...




Beijos

2 comentários :

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos periodos mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?
    (sinopse do meu blog)

    Acessa o meu blog?

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/
    "Blog de uma adolescente"

    Se gostar do meu blog, segue lá, vou ficar muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Beeeeem que xique de duer vc entrevistando a Carol Celico! Fiquei de cara! haha Parabéns!!
    E ela é uma fofa, né?
    Deu vários conselhos ótimos e a última resposta foi maravilhosa..

    Beijos!

    ResponderExcluir